BLOG DA VIZCAYA / Dicas  / Psoríase: saiba o que é, sintomas, causas e como tratar!
4 mar

Psoríase: saiba o que é, sintomas, causas e como tratar!

Você já percebeu manchinhas vermelhas e descamação na região mais destacada do rosto e do cabelo? Às vezes, elas até causam coceira! Será que isso pode ser psoríase no couro cabeludo? Nós da Vizcaya vamos dar algumas dicas para identificar, prevenir e aliviar essa situação. Confira abaixo!

O que é psoríase?

Recentemente, a psoríase voltou a ser assunto na internet porque a cantora americana Beyoncé disse que convive com o diagnóstico da doença no couro cabeludo. 

A psoríase é uma condição de pele bastante comum, crônica e não contagiosa. Sua natureza é cíclica, ou seja, os sintomas vêm e vão periodicamente. 

Trata-se de uma doença autoinflamatória da pele, onde a predisposição genética combinada com fatores ambientais ou comportamentais desencadeiam o surgimento de lesões avermelhadas e descamativas na pele.

Acredita-se que a psoríase se desenvolva quando os linfócitos T, células responsáveis pela defesa do organismo, liberam substâncias inflamatórias que provocam a dilatação dos vasos sanguíneos e direcionam outras células do sistema imunológico para a pele, como os neutrófilos. 

Esse processo inflamatório ataca a pele, levando-a a acelerar sua proliferação, resultando na descamação observada nas lesões.

psioriase

Reprodução: Pinterest

Psoríase no couro cabeludo

Apesar da psoríase atingir várias partes do corpo, como cotovelos, joelhos e unhas, abordaremos uma variante que impacta o couro cabeludo – a psoríase capilar

Essa forma específica de psoríase se manifesta no couro cabeludo, gerando desconforto e afetando significativamente a qualidade de vida dos indivíduos afetados. 

A visibilidade frequente do couro cabeludo torna a psoríase capilar especialmente desafiadora, não apenas pelo desconforto físico, mas também pelo impacto significativo na saúde mental

Este impacto psicológico pode contribuir pelo estresse e ansiedade, potencialmente perpetuando e agravando os sintomas.

👉 Saúde mental afeta o cabelo? Entenda como funciona essa relação!

Sintomas

A presença de psoríase no couro cabeludo geralmente se manifesta através de alguns sintomas. São eles:

  • lesões avermelhadas e descamativas na cabeça;
  • coceira intensa;
  • queda de cabelo perceptível;
  • sensação de dor na região afetada;
  • ardência na pele do couro cabeludo.

Em situações mais avançadas, é possível ocorrer sangramento no couro cabeludo, muitas vezes resultante do ato de coçar a cabeça. 

Além disso, alguns dos sintomas podem se estender para áreas próximas, como orelhas, nuca, pescoço ou testa. É importante ficar atento a esses sinais para buscar o diagnóstico e tratamento adequados.

Causas da psoríase capilar

A psoríase no couro cabeludo é uma condição de pele complexa e sua origem exata ainda não está completamente esclarecida. No entanto, os possíveis desencadeadores da psoríase capilar, são:

  • Histórico familiar: a presença de parentes com psoríase aumenta a probabilidade de desenvolver a condição, indicando uma influência genética na predisposição à doença.
  • Estresse emocional: o estresse é conhecido por desencadear várias condições de pele, incluindo a dermatite psoriásica. Situações de estresse crônico podem desencadear ou agravar os episódios da doença.
  • Infecções no couro cabeludo: certas infecções, como as fúngicas ou bacterianas no couro cabeludo, podem desencadear a psoríase em algumas pessoas.
  • Lesões no couro cabeludo: ferimentos físicos, como arranhões, cortes ou queimaduras, podem desencadear a dermatite na cabeça em áreas afetadas.
  • Uso excessivo de produtos químicos capilares: o uso frequente de produtos capilares com substâncias químicas agressivas pode irritar o couro cabeludo, contribuindo para o desenvolvimento ou agravamento da psoríase capilar.

👉 Couro cabeludo sensível: causas e quais cuidados tomar!

Como tratar a psoríase no couro cabeludo?

Apesar de não existir uma cura definitiva para a psoríase, a dermatologia tem avançado significativamente, proporcionando opções terapêuticas eficazes no controle dos sintomas. Veja quais são:

1. Shampoos específicos

Shampoos específicos são frequentemente recomendados. Em casos específicos, podem ser indicados produtos contendo vitamina D, alcatrão, ácido salicílico ou imunossupressores.

2. Medicamentos orais

Quando o uso do shampoo não é suficiente, medicamentos orais podem ser prescritos para reduzir coceira e inflamação.

Imunossupressores também podem ser recomendados para diminuir a ação das células de defesa contra a pele.

Vale lembrar que, antes de tudo, é necessário consultar um dermatologista ou outro médico especialista e não tomar medicação por conta própria.

3. Apoio psicológico

O estresse, ansiedade e depressão são fatores desencadeantes comuns da psoríase no couro cabeludo.

Buscar apoio psicológico é crucial para lidar com esses aspectos emocionais e acalmar as crises. A autoestima, muitas vezes afetada visualmente pela condição, também pode ser abordada em terapias.

4. Hábitos saudáveis

Cultivar hábitos saudáveis, como manter uma dieta equilibrada, praticar exercícios físicos e dedicar tempo a atividades de lazer, contribui para aliviar a ansiedade.

5. Tratamento natural

A babosa é um ingrediente natural poderoso para reduzir vermelhidão e descamação no couro cabeludo, proporcionando alívio à psoríase.

A exposição controlada ao sol nos horários menos quentes é outra opção natural, melhorando as lesões e elevando os níveis de vitamina D.

6. Medicamentos tópicos

Cremes, loções e shampoos contendo corticosteroides, alcatrão de hulha ou calcineurina podem ser aplicados diretamente no couro cabeludo. Um dermatologista pode te ajudar!

7. Fototerapia laser capilar

A exposição controlada à luz ultravioleta pode ajudar a reduzir os sintomas da dermatite psoriásica. Esse procedimento é recomendado e realizado por um especialista.

8. Medicamentos orais ou injetáveis

Em casos mais graves, o médico pode prescrever medicamentos sistêmicos, como retinoides, imunossupressores ou biológicos. Esses tipos de procedimento também são indicados e realizados por especialistas.

9. Terapias alternativas

Algumas pessoas exploram terapias complementares, como aloe vera, óleo de coco ou acupuntura, para aliviar os sintomas.

É importante buscar orientação profissional para determinar a abordagem mais adequada ao seu caso específico. 

psoriase

Reprodução: Pinterest

Quem tem psoríase deve lavar o cabelo todo dia?

Quando se trata de psoríase no couro cabeludo, a vontade de lavar os cabelos todos os dias para aliviar a coceira e obter uma sensação agradável de frescor é compreensível. 

Porém, é importante ter em mente que lavagens excessivas podem aumentar o risco de irritação no couro cabeludo. É recomendável encontrar um equilíbrio, escolhendo um cronograma de lavagem que forneça alívio sem causar irritação adicional. 

Consultar um dermatologista pode ajudar a determinar a frequência ideal de lavagem, levando em consideração as necessidades específicas do couro cabeludo afetado pela psoríase.

Se sentir que os fios e o couro cabeludo estão muito oleosos por conta das lavagens espaçadas, então use o Shampoo Deep Cleansing da Vizcaya. Ele é um antirresíduos que remove as impurezas depositadas nos fios, mas sem causar agressões.

É importante lembrar que a psoríase no couro cabeludo pode ser desafiante, mas com o tratamento adequado é possível controlar os sintomas. Já para lavar, condicionar e hidratar os fios, conte com os produtos da Vizcaya, que contém ingredientes de qualidade, como a água termal!