BLOG DA VIZCAYA / Dicas  / Dia Internacional da Mulher: cortes de cabelos que marcaram a história!
7 mar

Dia Internacional da Mulher: cortes de cabelos que marcaram a história!

Dia Internacional da Mulher Vizcaya

Em comemoração do Dia Internacional da Mulher, nós da Vizcaya queremos mostrar que o cabelo vai muito além de seguir modismos ou de ser apenas uma maneira de se mostrar para o mundo. 

Em determinados momentos ao longo da história, ele se revelou como uma poderosa ferramenta de empoderamento. Relembre os estilos de cortes que refletem as distintas épocas da história, desde 1970 (década que o dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, foi criado). Confira!

Dia Internacional da Mulher: cabelos que fizeram História!

Aproveitando que em 8 de março de 1977 foi oficialmente decretado o Dia Internacional da Mulher, nós relembraremos os cabelos femininos que fizeram história desde a década de 70. Confira abaixo:

Reprodução: Pinterest

Cabelos 1970 – 1979

Na década de 1970, movimentos negros ao redor do mundo estavam na linha de frente pela busca da igualdade de direitos. Esse período não só testemunhou essa luta, mas também marcou a ascensão da valorização dos cabelos afros, especialmente com o estilo marcante conhecido como Black Power.

Com o avanço do movimento Black Power, as mulheres negras encontraram maneiras de expressar com orgulho sua identidade e cultura. Os cabelos naturais, exibindo cachos e volume, tornaram-se símbolos poderosos de resistência e autoafirmação.

Artistas como Diana Ross e Donna Summer tiveram um papel fundamental na disseminação do estilo afro. 

Ainda na década de 1970, outro movimento representava a manifestação máxima da liberdade, personificando a geração paz e amor: o hippie. A característica marcante era o comprimento dos cabelos longos e sem muitas formalidades, frequentemente divididos ao meio e adornados com faixas e flores. 

👉 Dicas para o cabelo crescer mais rápido: aprenda a conquistar fios longos!

Reprodução: Pinterest

Cabelos 1980 – 1989

Chamado de cortePigmaleão” dos anos 80 é um clássico que voltou com uma nova roupagem, agora chamado de “shag hair”. O corte, com suas graduações e pontas desconexas, proporciona um visual despojado e natural, característico daquela época.

Ícones da cultura pop da época, como Madonna e Cyndi Lauper, eram conhecidas por exibirem cabelos volumosos e coloridos, contribuindo para a moda capilar da década.

Além disso, quando pensamos nos anos 80, um visual que imediatamente nos vem à mente é a permanente. A febre dos cabelos encaracolados e volumosos dominou a cena em 1980, com diversas celebridades colocando esse estilo no topo das tendências

A permanente no cabelo envolve remodelar os fios de modo que a estrutura natural seja quebrada e uma nova forma, seja criada. Essa técnica não só definiu uma era na moda capilar, mas também se tornou um símbolo icônico da década de 80.

Reprodução: Pinterest

Cabelos 1990 – 1999

Nos anos 1990, as mulheres conquistaram mais voz, embora a batalha pela igualdade ainda não estivesse totalmente encerrada. Nesse período, as mulheres estavam mais inseridas no mercado de trabalho e levando uma vida agitada, o que tornava essencial que o corte de cabelo fosse prático e adequado ao dia a dia.

Por isso, dois dos cortes mais icônicos refletiam não apenas as tendências da época, mas também a necessidade de praticidade e estilo em meio à rotina agitada das mulheres nos anos 1990.

Um deles era o “The Rachel”, um corte médio em camadas popularizado por Jennifer Aniston, que interpretava a personagem de mesmo nome na série “Friends”, e o elegante corte curto da Princesa Diana, conhecido como “Lady Di”. 

Outra tendência marcante da década de 90 era o cabelo com aspecto bagunçado e despenteado. As mulheres buscavam um visual que transmitisse naturalidade e descompromisso.

Reprodução: Pinterest

Cabelos 2000 – 2009

Nos anos 2000, a tendência dos cabelos loiros começou a se destacar, impulsionada por celebridades como Britney Spears e Paris Hilton, que popularizaram esse visual. 

O cabelo loiro passou a ser visto como um símbolo de beleza e sucesso, inspirando muitas mulheres a adotarem essa cor para se sentirem mais confiantes.

Mais para a metade e o final dos anos 2000, surgiu o corte de cabelo “Emo”, caracterizado por uma longa franja lisa que cobria os olhos, tornando-se um símbolo reconhecível daquela época. 

Reprodução: Pinterest

Cabelos 2010 – 2019

Quem não lembra das californianas, do ombré hair, do long bob ou dos topetes presos na parte da frente? Esses estilos marcaram fortemente a moda capilar dos anos 2010. Até hoje, muitas admiradoras dos anos 2010 ainda buscam por essas tendências quando o assunto é cabelo.

Além disso, os cabelos coloridos também seguiram fazendo sucesso e conquistando espaço nas cabeças das garotas ao longo desses anos. A diversidade de estilos permitiu que cada pessoa encontrasse sua própria expressão única e criativa através do cabelo.

👉 Morena iluminada: 5 ideias de mechas que são tendência!

Reprodução: Pinterest

Cabelos 2020 – até hoje

E aqui estamos, desde 2020 até os dias atuais, testemunhando os comebacks de estilos do passado. Muitas pessoas têm se inspirado em tendências antigas e as trazido de volta à cena atual. 

Mais confiante do que nunca, as mulheres de hoje em dia procuram um visual prático que se alinhe ao seu estilo. 

O long bob, um corte médio reto com pontas repicadas, tornou-se o queridinho das mulheres com cabelos lisos, ondulados e cacheados, proporcionando facilidade de manutenção. Já entre as mulheres de cabelos crespos, o “big chop” tornou-se um marco significativo. 

A nossa dica para acompanhar essas mudanças? Se jogar naquilo que te deixa mais confortável e, se desejar, mudar completamente, mas sempre com o suporte de um profissional e produtos de qualidade, como os da Vizcaya

Dê aos seus fios os cuidados que eles merecem com o Kit Essence Care da Vizcaya, que contém:

Nós da Vizcaya desejamos um feliz Dia Internacional da Mulher para todas as nossas consumidoras! Esperamos que tenha gostado de relembrar os cortes de cabelo mais marcantes da história desde o dia 8 de março de 1977, data oficialmente registrada como o Dia Internacional da Mulher!