BLOG DA VIZCAYA / Dicas  / Caseiras  / Hair oiling: como aderir à tendência do TikTok
15 ago

Hair oiling: como aderir à tendência do TikTok

Hair Oiling

Quem acompanha o TikTok sabe bem que a rede social é uma fonte infinita de inspiração para tendências de beleza. Um ótimo exemplo é o hair oiling, técnica que ganhou muitas adeptas depois que as usuárias da rede social compartilharem seus ótimos resultados – com cabelos mais hidratados, macios e sem frizz! O truque de beleza também viralizou com o nome “hair slugging” mas, acredite, é mais antigo do que você imagina! Abaixo, te contamos tudo o que você precisa saber sobre o hair oiling, qual a diferença entre hair oiling e umectação capilar, como fazer hair oiling em casa e como usufruir de todos os benefícios da técnica. Vem ver!

 

Hair oiling: o que é a tendência do TikTok?

Como o nome diz, “hair oiling” consiste simplesmente na aplicação de óleo na raiz dos cabelos. Apesar de parecer uma nova tendência, a técnica de aplicar óleo no couro cabeludo não é recente: o tratamento capilar com óleo é uma prática ayurvédica (terapia milenar indiana) que envolve a massagem com óleo no cabelo e no couro cabeludo que passou de mãe para filha durante séculos. O uso de óleo essencial nos cabelos também faz parte da cultura de outros países asiáticos, como o Japão.

 

Como fazer hair oiling em casa

Na medicina tradicional indiana, o hair oiling é uma prática que passa entre gerações e com ingredientes acessíveis e feitos em casa, como em um ritual. O principal ativo do hair oiling são os óleos essenciais.

 

O ritual envolve aplicar o óleo no couro cabeludo e nos cabelos e massageá-los em movimentos circulares. Faça isso de maneira gentil, para que os fios não fiquem embaraçados. Aplique óleo na palma das mãos e distribua por todos os fios. Depois, é só deixar o óleo agir por algumas horas ou durante a noite, enquanto dorme. No dia seguinte, lave os fios normalmente.

 Aproveite para experimentar a linha capilar nutritiva Nutri Intense da Vizcaya Cosméticos com 8 óleos vegetais:

  1. Abacate: contém vitaminas A, D e E
  2. Coco: fonte de ômega 6 e 9
  3. Argan: rico em ômega 6 e vitamina E
  4. Girassol: fonte de vitamina E ômegas 6 e 9
  5. Linhaça: rico em ômega 3
  6. Macadâmia: contém minerais e vitaminas B1 e B2
  7. Oliva: rico em vitamina A e E, além de ação hidratante, tonificante e antioxidante
  8. Jojoba: abundante em vitamina A e E, possui propriedades emolientes, hidratantes e restauradoras

Poderosa alquimia: como fazer a mistura de óleo essencial com óleo vegetal

Pingue 5 gotas de óleo essencial para cada colher de óleo vegetal à sua escolha (vale usar óleo de coco ou óleo de oliva, por exemplo). Depois, é só seguir o passo a passo indicado acima. Na Ayurveda, a prática de hair oiling é indicada uma vez por semana.

 

Hair oiling: quais óleos essenciais usar?

Nem todo óleo essencial pode trazer benefícios para os seus fios! Os óleos essenciais possuem diferentes propriedades. Abaixo, selecionamos óleos essenciais que trazem benefícios variados para os cabelos, como prevenção da queda capilar e até tratamento para cabelos oleosos:

 4 óleos essências principais para o hair oiling

Óleo de alecrim

Fortalece o sistema circulatório e, por isso, atua na prevenção da queda capilar.

 

Óleo de melaleuca

Tem propriedades antifúngicas e anti-inflamatórias, e trata oleosidade excessiva, caspa, seborreia e dermatites. Por isso, é ideal para tratar cabelos excessivamente oleosos.

 

Óleo de Patchouli

Tem ação anti-inflamatória, é capaz de regenerar tecidos e tem ação hidratante. Quando usado na pele, ameniza rugas e trata dermatites. O óleo de patchouli também acelera o crescimento dos fios.

 

Óleo de Hortelã Pimenta

Estimula o fluxo sanguíneo e o crescimento dos fios. Além disso, também é eficaz na prevenção da queda de cabelo.

 

Benefícios do hair oiling

E porque fazer o hair oiling? Bem, a técnica pode trazer muitos benefícios para os fios: hidratação, maciez e fortalecimento dos fios são alguns deles. O tratamento também pode ser feito por quem sofre com queda capilar e quebra dos fios.  Isso acontece porque a massagem no couro cabeludo promove o aumento da circulação sanguínea na região e, consequentemente, uma melhor distribuição dos nutrientes para os fios.

Na Ayurveda tradicional, o óleo de gergelim é recomendado nas estações frias do ano e o óleo de coco é utilizado nas estações mais quentes por seus respectivos efeitos de aquecimento e resfriamento. Então, óleos essenciais, como o óleo de hibisco, que atua no crescimento dos fios, são acrescentados para potencializar os efeitos do tratamento. A massagem, por sua vez, é o terceiro elemento que traz benefícios importantes para os cabelos: ela ajuda a esfoliar, hidratar e melhorar a circulação do couro cabeludo.

De acordo com a Ayurveda, o hair oiling ainda ativa o sétimo chakra, também conhecido como chakra coronário, que está ligado à glândula pineal e trabalha para acalmar a mente.”

Hair Oiling x Umectação Capilar: qual a diferença?

A principal diferença entre o hair oiling e a umectação capilar é o uso de óleos essenciais para trazer benefícios para os fios. Enquanto a técnica de hair oiling usa os óleos vegetais apenas como carreadores (ou seja, para diluir a concentração dos óleos essenciais), na umectação capilar os óleos vegetais são os principais ativos do tratamento.

 Outro pequeno detalhe: no TikTok, a tendência capilar nomeada como “hair slugging” era finalizada com a aplicação de uma meia nos cabelos, para proteger os fios do atrito com a fronha durante o sono. Na umectação capilar, uma touca simples tem a mesma função. Mas, se você quer deixar os resultados ainda melhores, uma boa dica para diminuir o atrito dos fios com o tecido é utilizar uma touca de cetim durante a noite.