Pontas duplas: descubra as causas e aprenda como tratar o problema

As pontas duplas são um problema democrático: aparecem em todos os tipos de fios. Cabelos lisos, cacheados, oleosos e até os finos podem apresentar o problema! Por isso, preparamos um guia com causas e dicas de como tratar as pontas duplas. Você verá que, apesar de ser um drama bem comum, é muito fácil evitar que as pontas duplas apareçam!

Pontas duplas e suas causas: por que elas aparecem?

As pontas duplas aparecem quando os estão fios ressecados e danificados. Elas são resultado da quebra das camadas internas dos fios (córtex, medula e cutícula) após a agressão do sol, secador, chapinha e até devido a exposição à água do mar.

Como evitar e tratar as pontas duplas

O primeiro passo para evitar o ressecamento dos fios é investir em um cronograma capilar adequado para o seu tipo de cabelo. Hidratações frequentes são essenciais para repor a água perdida na fibra capilar. A nutrição, por sua vez, atua como uma proteção natural em volta do fio do cabelo, enquanto a reconstrução repara fios fragilizados.

 

Compre aqui!

No dia a dia, evite o uso de secador e chapinha. Não dá? Então não deixe de incluir na sua rotina de cuidados leave-ins com proteção térmica e UV antes de modelar os cabelos. O Sérum Evolution tem textura fluida e fórmula rica nos óleos de ojon e argan. Além de controlar o frizz e reduzir as pontas duplas, o sérum hidrata e dá brilho.

 

 

compre aqui!

Outra ótima opção é o CC Cream, que protege, reduz o volume dos fios e ainda pode ser usado como condicionador e máscara. Anote aí: leave-ins com proteção UV também são necessários sempre antes da exposição solar, do mergulho de piscina e do banho de mar. Ou seja: tem que ter na bolsa para manter os fios protegidos durante o verão!

 

 

Também é essencial cortar os fios frequentemente – a cada dois meses, pelo menos. Mas, se pontas duplas já apareceram, o corte bordado é uma boa ideia. Isso porque ele remove apenas as pontas danificadas sem interferir no comprimento dos fios.

Você já usou alguma das dicas acima? Qual o seu produto preferido? Compartilhe com a gente sua experiência!

Deixe uma resposta