Diferença entre quebra e queda de cabelos: aprenda a identificar e como tratar.

Já aconteceu com você de passar as mãos em seus cabelos e sentir que eles estão se desprendendo? Ou em alguns momentos se deu conta de que existem vários fios espalhados pelo chão da casa, travesseiros e roupas? Antes de se desesperar, identifique se os fios estão de fato caindo ou rompendo ao longo de sua extensão. Aprenda a diferença entre quebra e queda de cabelos com nossa expert Sheila Duarte.

Qual é a diferença entre quebra e queda de cabelos

A primeira avaliação pode ser feita em casa, basta puxar os fios levemente entre os dedos e verificar se eles caem e apresentam uma massinha branca na ponta. Esta massa se chama mucina e é uma proteína encontrada nas extremidades dos cabelos. Se isto acontecer trata-se de queda. No caso da quebra, o fio não sai inteiro, ele sofre fraturas em sua extensão.

Agora que você já conseguiu identificar a diferença entre quebra e queda de cabelos, vamos conhecer as causas destes problemas e aos cuidados que você vai precisar ter.

Diferença entre quebra e queda de cabelos: a queda

Um cabelo normalmente tem em média de 100 a 150 mil fios, estes fios passam por diferentes ciclos de vida. A maior parte do tempo os cabelos estão em fase de crescimento, mas passam pela fase de repouso e queda. Na fase de queda, o fio se desprende do couro cabeludo e cai, dando lugar a novos fios. Considera-se normal uma queda diária de até 100 fios. Quando a queda incomoda e parece anormal é importante recorrer a um dermatologista. para que ele veja qual é a causa do problema e ofereça um tratamento específico. Existem basicamente 3 possibilidades de queda capilar, vamos conhecê-las:

  • A primeira, de caráter genético ou constitucional, que pode ser esclarecido através da história familiar. Lembre-se que calvície é um processo relacionado a vários genes e que tem relação com os pais.

 

  • A segunda causa é quando envolve alguma alteração relacionada aos hormônios: hipófise, tireoide, suprarrenal, ovários ou testículos. Qualquer pequena alteração nestas glândulas pode afetar os cabelos, ainda que não afetem outras partes do corpo.

 

  • Finalmente temos ainda o processo metabólico como um fator desencadeante de queda de cabelos. É preciso avaliar as reservas de ferro, cobre e zinco, que podem estar insuficientes para que o corpo faça novos fios de cabelos. Além disso, o estresse, o excesso de atividade física ou também regimes extremamente restritos podem levar a uma disfunção metabólica e ocasionar a queda dos cabelos.
A diferença entre quebra e queda de cabelos: a quebra

A quebra pode ser notada ao passar a mão pelo couro cabeludo e sentir os “toquinhos” dos fios ou quando os mesmos se rompem em sua extensão. A quebra de cabelo acontece quando o fio não cai pela raiz, e sim sofre algum fator que o deixa enfraquecido.

Existem basicamente dois principais fatores que podem levar à ruptura dos fios, são eles:  mecânicos ou químicos, vamos conhecer um pouco mais sobre o assunto.

Fatores mecânicos

O excesso de calor, causado pelo uso de escovas, chapinhas, babyliss e, até mesmo, o uso de presilhas que pressionem muito os fios pode ressecá-los ao ponto de provocar a quebra.


A dica da especialista Sheila Duarte é nunca abrir mão de um bom protetor térmico antes da escova ou chapinha. Além de tratar irá proteger a fibra capilar do excesso de calor. Uma boa sugestão é o CC Cream.

 

Fatores Químicos

Procedimentos químicos, como alisamentos, tinturas e relaxamentos também são causadores do enfraquecimento dos fios.

Se os seus cabelos estão ressecados e enfraquecidos pelo uso de produtos químicos, você precisa solucionar este problema. Procure um profissional especializado, ele vai diagnosticar os seus cabelos e indicar o que for melhor para você. Uma boa dica é evitar o uso de produtos químicos por um período.

Inicie o mais rápido possível as sessões de tratamentos com produtos específicos para cabelos ressecados e enfraquecidos, assim evitará que os fios se rompam facilmente.

Como tratar


A linha Force Restore, rica em ativos como keratina, colágeno, ceramidas e um blend de aminoácidos irá reestruturar os seus cabelos de forma rápida e eficiente, os deixando fortes, macios e brilhantes.

Dica: Se os cabelos estiverem ressecados, mas ainda não começaram a se quebrar, faça uso diário do shampoo e condicionador e use a máscara a cada 15 dias.

Se os fios estão extremamente ressecados e se rompendo com facilidade use o shampoo e máscara cotidianamente. À medida que os fios estiverem mais restruturados passe a usar shampoo e condicionador, deixando a máscara para o uso semanal ou quinzenal.

Confira mais matérias sobre queda de cabelo: Queda de cabelo durante o banho: até que ponto é normal? e saiba como salvar seus cabelos da queda. 

Sheila Duarte
Formada em Beleza, Estética e Imagem Pessoal e Pós graduada em Cosmetologia pela UNESA.

Vasta experiência em educação e formulação de produtos, atuando por 28 anos na indústria de beleza.

Especialista Master pelo Método de Visagismo Claude Juillard, renomado visagista francês e formada pelas principais Academias internacionais como Dessange, Toni&Guy, LLongueras, Jean Marc Joubert, Miguel Grinó etc.

3 comentários sobre “Diferença entre quebra e queda de cabelos: aprenda a identificar e como tratar.”

Deixe uma resposta